Turbine o seu negócio – O método definitivo sobre MFV

O mapeamento de fluxo de valor (MFV) é uma ferramenta que utiliza fluxogramas para ilustrar, analisar e otimizar a comunicação e o planejamento dos processos de fabricação, envolvendo todos os fluxos de material, pessoas e informações.


Para realiza-lo é necessário definir qual o produto que será utilizado e coletar informações do processo de fabricação como:


  • Número de colaboradores;

  • Maquinário envolvido;

  • Etapas de produção;

  • Matéria-prima;

  • Tempo;


Após essas definições, realiza-se o mapa atual e o mapa desejado. Deste modo sendo possível reconhecer pontos de melhorias que aumentarão a produtividade e a qualidade. Os processos mapeados são classificados de três maneiras:


  • Os que efetivamente geram valor;

  • Os que não geram valor, mas são importantes para a manutenção da qualidade;

  • Os que não geram valor e nem servem de manutenção da qualidade, portanto devem ser evitados ou eliminados.


A figura a seguir ilustra uma aplicação do Mapeamento em uma fábrica:

Fonte: http://www.gestaoindustrial.com> Acesso em agosto 2021


O ERP é responsável por estudar o mercado e contratar fornecedores, que por sua vez enviam a matéria-prima para a empresa, onde será processada de acordo com a programação diária.


Os processos podem agregar valor ou não ao produto, nesse caso, as caixas inferiores representam as etapas que agregam valor enquanto os triângulos entre elas não agregam, mas fazem parte da produção.


Então é feito um gráfico de tempo que expõe esses dois tipos de etapa. Onde o tempo for muito alto, a filosofia Lean será aplicada. Quando os processos dentro da empresa terminam, os produtos entram no mercado, dando origem a um novo ciclo de produção.


O diferencial do MFV é a contemplação de fluxos de matérias da produção como um todo, e não somente os processos individuais.


O Mapeamento de fluxo de valor pode ser utilizado em diferentes áreas, tais como:


  • Cadeia de suprimentos e logística;

  • Desenvolvimento de softwares;

  • Área administrativa;

  • Manufatura;

  • Engenharia;

  • Serviços;

  • Saúde.


METODOLOGIAS ÁGEIS PARA APLICAÇÃO DO MFV


Apresentaremos a seguir, dois conceitos importantíssimos para a construção do nosso mapa de fluxo de valor: A filosofia Lean e a Metodologia Seis Sigma.


Filosofia Lean


O termo Lean significa “enxuto” na língua inglesa e é uma filosofia de gestão inspirada em práticas do sistema Toyota de produção. Esta metodologia visa otimizar os custos, reduzir o tempo e os desperdícios da empresa durante seu processo produtivo de forma a gerar valor do produto para seu consumidor.


Para a implementação dessa metodologia, é necessário entender três pilares fundamentais:


  • Pessoas: É importante que todos os colaboradores estejam envolvidos e engajados para a geração de valor no produto;

  • Propósito: É necessário ter o propósito da empresa bem definido, para que todos caminhem juntos em uma só direção;

  • Processos: É preciso ter clareza e conhecimento em todas as fases da produção, para uma busca pela melhoria contínua do fluxo de valor.


Assim como é importante entender os pilares que sustentam a metodologia também precisamos conhecer seus princípios:


  • Amplificar o conhecimento;

  • Eliminar desperdícios;

  • Construir qualidade;

  • Fortalecer a equipe;

  • Otimização.


Metodologia Seis Sigmas


Dentro deste contexto de melhoria contínua surge a metodologia Seis Sigma, que representa uma evolução do sistema de controle e qualidade dentro da filosofia Lean.


É quantitativa, estruturada, disciplinada e focada na melhoria de processos já existentes com pouco ou nenhum investimento, ela propõe uma otimização do modelo PDCA para o modelo DMAIC.



https://pixabay.com/pt/images/search/dmaic/





  • D: Define- Definir/Planejar processos;

  • M: Mensure- mensurar indicadores e dados;

  • A: Analyse-Analisar/Definir os processos de melhoria;

  • I : Improve- Melhorar/ Propor otimizações;

  • C: Control- Controlar os planos de ação.


Na aplicação do MVP, o Lean é utilizada para reduzir o tempo de produção (lead time) e a metodologia Seis Sigmas é utilizada para reduzir os erros e para a padronização da produção (melhora na qualidade).


BENEFÍCIOS DE UTILIZAR O MFV


Como você viu anteriormente, o MFV vem de uma filosofia de produção enxuta que aprimora os processos industriais e comerciais e que consequentemente traz frutos que impulsionam a produção dentro de uma fábrica.


Assim, a partir de um estudo de excelência a visão sobre o negócio pode adquirir novas formas e sentidos que condizem com a realidade, permitindo assim tomadas de decisões mais assertivas.


Entre os diversos benefícios trazidos pelo MFV, pode-se citar principalmente:


  • Visualização do processo de fabricação ao nível “Chão de fábrica”;

  • Identificação das perdas em cada etapa do processo;

  • Pontos de melhoria claros e contínuos;

  • Plano de ação tangível;

  • Visão macro.


Esse blog te ajudou? Caso tenha ficado com alguma dúvida ou queira saber se essa ferramenta se aplica ao seu negócio, fale com um consultor.






#MFV #mapeamentodofluxodevalor #Empreendedorismo #Negocios

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo