• Pulso

Scrum: O que é e como aplicar na sua empresa

Atualizado: Mai 4

O que é o Scrum?

Scrum é uma metodologia ágil muito interessante para realizar projetos de forma otimizada e com alto valor agregado. A fundamentação do Scrum é sair do ponto A ao ponto B com a maior agilidade e eficiência possíveis, visando sempre a individualidade dos membros que compõe a equipe e, também, a necessidade do cliente em questão. Além disso, é dinâmica e tem alto potencial de aumento na qualidade da entrega ao cliente e no desempenho da empresa que a utiliza.


Como é praticado?

A metodologia preza por três pontos fundamentais:

- Transparência: Todos os pontos que afetam diretamente ao resultado do projeto devem estar visíveis, claros e objetivos.

- Inspeção: Validação periódica dos resultados do projeto, visando executar o controle dos processos empíricos, com o objetivo de errar rápido para acertar rápido.

- Adaptação: Possibilidade de compreender o processo e identificar pontos em que há como ajustar e potencializar o resultado, através da maleabilidade das etapas e prioridades do cliente durante a execução.

O fluxo do Scrum:


Product Backlog: Todas as etapas que serão executadas ao longo do projeto.

Sprint Backlog: Etapa que será executada primeiro, ou seja, a prioridade do cliente. Esta porção do projeto total é conhecida como “sprint”, tendo tempo determinado, o qual não pode se exceder.

Sprint Review: Reunião de validação da execução. Caso a execução entregue não seja aprovada, elas retornam ao Product Backlog, a fim de que seja reciclada e executada da forma ideal. Este processo é facilitado com as Daily Scrum, reuniões curtas e diárias para garantir a transparência e a agilidade do sprint em questão.


Por que utilizar a metodologia ágil e não a tradicional?

Visão do cliente:

Participação ativa do cliente: Diferente da metodologia tradicional, o Scrum preza pela interação com o cliente durante todo o processo. Dessa forma, o mesmo tem a oportunidade de criar junto à equipe, validando as etapas do serviço ao longo da execução, garantindo o resultado esperado. Assim, há maior possibilidade de criar um relacionamento com o cliente, gerando então maior chance de fidelizá-lo. Além disso, ter a participação do mesmo no projeto garante a satisfação final, já que ele terá contato com todas as decisões tomadas, expressando suas opiniões, tornando o resultado extremamente personalizado.

Capacidade de mudanças e inserção de novas ideias: Quando comparado à metodologia tradicional, a qual o projeto é definido do início ao fim, ficando sensível às mudanças e gerando possíveis retrabalhos ao longo da execução, o Scrum é a melhor escolha. Este é definido por etapas, sprints, as quais são interativas e maleáveis, facilitando mudanças de prioridade e rota, configurando um projeto mais assertivo e com maior valor agregado. Vale ressaltar, que na Pulso, nossos projetos são executados por sprints.

Possibilidade de MVP: O Mínimo Produto Viável é uma oportunidade de testes ao longo do projeto, o qual garante não apenas a qualidade, como também a satisfação do cliente, visto que o mesmo terá em suas mãos uma prévia funcional do resultado final. Esta entrega do MVP no Scrum é conhecida como “Fase de Release” e é um ponto forte de diferenciação, quando tratamos de metodologias ágeis e tradicionais.

Experiência do cliente: Fidelizar clientes é mais barato que conquistar novos! Além do seu cliente sair satisfeito, devido ao processo mais ágil, enxuto e personalizado, o mesmo também tende a estar mais motivado a fechar novos projetos, devido à experiência criada. Você pode saber mais sobre fidelização de clientes através do nosso blogpost sobre desenvolvimento de clientes. O senso de pertencimento e a participação ativa no processo possibilitam não apenas a qualidade do serviço, como também a revenda.

Visão da empresa:

Produtividade: O tempo é algo rígido no Scrum. Seu fundamento é maior rendimento possível, aumentando a objetividade sem perdas de informação. Estes pontos fazem com que o trabalho seja feito de maneira dinâmica, porém em espaços de tempo estipulados.

Feedback: O diálogo e participação ativa entre os membros são extremamente fundamentais para a aplicação do Scrum. Com isso, há maior interação entre a equipe e consequentemente, há maior desenvolvimento do time, visto que todos têm senso de pertencimento e trabalham unidos para garantir a qualidade do projeto.

Criatividade: Um dos pilares do Scrum é a adaptação. Dessa forma, como equipe e cliente criam simultaneamente e têm contato frequente, a chance de algo inovador e diferente ser concretizado com a interação é muito maior. Isso faz com que todos se sintam abertos à novas ideias e, também, acrescentem não só para o cliente, como também para a empresa.


Ferramentas para a execução do Scrum:

Pipefy: Plataforma de gerenciamento de projetos e automação de fluxos de trabalho

Jira: Software comercial que permite o monitoramento de tarefas e acompanhamento de projetos garantindo o gerenciamento de todas as suas atividades em único lugar

Trello: Aplicativo com sistema de quadro virtual para gerenciamento de tarefas que segue o método kanban.

Asana: Aplicativo da web e móvel projetado para ajudar as equipes a organizar, rastrear e gerenciar seu trabalho.

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo